Lifestyle Autodidata – Bem vindo à jornada

Aprender a criar novos hábitos, exercitar o corpo e a mente, estabelecer novos padrões, buscar o autoconhecimento, se aprimorar dia após dia e principalmente, falar menos e realizar mais. Essas variáveis da vida, precisam se transformar em atitudes diárias pra quem quer buscar o desenvolvimento pessoal e contribuir pra evolução coletiva.

Falar sobre buscar por aprimoramento pessoal é complicado pois é um assunto que sofre muito preconceito. Acaba caindo naquele papo de autoajuda, e muita gente tem preconceito contra o gênero da autoajuda. Realmente, há uma enorme quantidade de porcaria nas estantes de autoajuda e de charlatões por aí, que se iluminam da noite pro dia por pregarem que a vida se resume a “pensar positivo” e que “você pode tudo”. Mas é fato que existem grandes obras e autores sobre o assunto. Porém, essa discussão vai ficar pra depois.

O importante pra agora é admitir que cada um de nós tem a capacidade de se tornar a melhor versão de si mesmo. E mais importante ainda, assumir a responsabilidade pelo próprio aprimoramento. Assumir a responsabilidade por tudo que acontece com si próprio e parar de sempre culpar o destino e o acaso.

É clichê mas é verdade. Parece papo de autoajuda mas é a real. É responsabilidade sua e depende de você se aproximar da melhor versão de si. Assimilando isso, o próximo passo é tratar de adquirir conhecimento e buscar experiências que levam ao aprimoramento.

E seja aprender uma língua nova, aprender a programar, aprender a falar em público, aprender como parar de fumar ou aprender a correr uma maratona, tudo isso é possível fazer por conta própria.

Quando falo por conta própria não necessariamente quer dizer sozinho, mas sim, se colocar como o único responsável por atingir o objetivo.

Essa jornada é sobre aprender pra evoluir, é sobre assumir a responsabilidade pela melhoria pessoal e buscar o conhecimento e as experiências necessárias pra melhorar a cada dia, independente da situação em que se encontra.

É o que chamo do estilo de vida autodidata. “Lifestyle Autodidata” pra ficar mais bacana.

Que estilo de vida é esse?

Aprender uma habilidade nova, desenvolver uma nova forma de pensar e enxergar o mundo, descobrir como eliminar os maus hábitos e criar os ideias, tudo que você precisa aprender pra evoluir é possível fazer por si mesmo.

Já imaginou a sensação de ser capaz de aprender qualquer coisa por conta própria? Já parou pra pensar que você tem a habilidade de ser seu próprio professor? Quantas vezes desanimou de aprender algo novo por ser caro e consumir muito tempo?

Na atual era da informação, com o conhecimento a um click de distância, a forma como pensamos em educação mudou. Os muros das escolas tradicionais estão caindo a medida que percebemos que é possível aprender com qualidade e eficiência por conta própria.

A forma como se aborda a aprendizagem é o segredo de renomadas pessoas de sucesso. Nomes como Leonardo da Vinci, Benjamin Franklin e Bill Gates, alcançaram seus objetivos adotando um estilo de vida específico, o do autodidata. Eles não se contentavam apenas com o aprendizado que era imposto a eles, mas sim buscavam o conhecimento por si mesmos. Decidiam o que queriam aprender e corriam atrás. Eles assumiam a responsabilidade pelo próprio aprendizado e aprimoramento. Ou seja, eles viviam o lifestyle autodidata.

E no mundo de hoje, embarcar nessa jornada nunca foi tão fácil.

O que é um autodidata?

Autodidata, segundo a Wikipédia, é a pessoa que tem a capacidade de aprender algo sem ter um professor ou mestre lhe ensinando ou ministrando aulas. O próprio indivídiuo, com seu esforço particular intui, busca e pesquisa o material necessário para sua aprendizagem.

Resumo então, que autodidata é aquele que aprende por si mesmo. No entanto, estamos sempre aprendendo coisas por nós mesmos. Aprendi que o que define o autodidata portanto, é a intencionalidade e a eficiência em relação ao aprendizado.

  • Intencionalidade:

O autodidata procura propositalmente oportunidades pra aprender. Ou seja, ele tem a mentalidade voltada para o aprendizado. Ele tem a consciência que pode aprender com tudo que está à sua volta. Ele sabe que as pessoas ao seu redor sempre tem algo pra ensinar, reconhece a importância dos livros, sabe acessar as informações corretas na inesgotável fonte que é a internet. Ele é um aprendiz ativo, que procura desenvolver os hábitos corretos e corre atrás do material adequado pro seu aperfeiçoamento, além de sempre procurar lições nas experiências que vive.

O autodidata tem a consciência das oportunidades de aprendizado que a maioria das pessoas deixa passar. E qualquer um pode desenvolver essa consciência.

  • Eficiência:

Um autodidata aprende a se tornar mais produtivo. Ele aprende a otimizar seu processo de aprendizado. Ou seja, ele é mais eficiente que a maioria. Aprende mais, com menos custo e em menos tempo.

Afinal, não podemos ficar ocupados só aprendendo, precisamos botar o aprendizado em prática pra ganhar benefícios reais e tangíveis na nossa vida.

Como embarcar nessa jornada de auto-aprimoramento?

A busca pelo aprimoramento pessoal pode ser uma experiência revigorante, inspiradora, esclarecedora e cativante. E não depende de pré requisitos como um alto QI e uma gorda conta bancária.

E é bom lembrar que se trata de uma jornada sem linha de chegada. Não é uma corrida e uma competição contra os outros. É uma competição contra si próprio. Se trata de pesquisar e experimentar estratégias pra caminhar pela vida, buscando se tornar cada dia melhor que o dia anterior.

Pra se tornar um autodidata é bem simples na verdade. A quantidade de informação disponível ao nosso alcance é quase inesgotável. Só é preciso mudar a forma como lidamos com ela. Com as informações e abordagens corretas, todos somos capazes de desfrutar dos benefícios desse modo de encarar as coisas.

Então, como se relacionar com a informação da maneira correta?

  • Consuma Informação:

Você não conseguirá adquirir mais conhecimento sem acessar novas informações. Lembra da intencionalidade? Então, você precisa ir atrás de informação. Como? Existem várias maneiras, mas as melhores são livros e pessoas. Leia o máximo que puder. Esse é um hábito que precisa ser criado e é um dos tópicos que mais gosto de compartilhar.

Já as pessoas ao seu redor sempre tem algo pra ensinar. Você só precisa perguntar. Certifique-se de estar sempre cercado por pessoas interessantes.

Aquele lance de que você é a média das 5 pessoas que mais convive não é papo furado.

  • Use Informação:

Depois que passar a acessar novas informações, ler livros com conteúdos de grande valor e se acostumar a fazer um monte de perguntas, você já vai se sentir mais capacitado. Mas não aprendemos simplesmente pra manter informação em nosso cérebro. Pra se beneficiar do nosso aprendizado, precisamos usá-lo concorda? Só assim teremos benefícios com o aprendizado.

Aprender demanda tempo e esforço, e a prática é um fator fundamental. Aprendendo a investir na bolsa? Procure uma corretora, abra uma conta e comece investindo pequenas quantias de dinheiro. Estudando alemão? Faça uma viagem pra Berlim ou ache alguém online pra praticar. Usar o que está estudando, não importa o que seja, ajuda a nos manter motivado, além de reforçar o aprendizado.

  • Conecte Informação:

Aqui é quando mágica acontece. Você está consumindo informação de alta qualidade e usando ela na prática. O passo final do processo é começar a conectar informações e experiências de diferentes áreas e ter suas próprias descobertas, ideias e conclusões. Assim que os grandes artistas, cientistas, homens de negócios deixam sua marca. Conectando os pontos.

Conclusão

Se torne um autodidata e aprenda sempre. Evolua. Assuma responsabilidade pelo seu desenvolvimento e gere valor pro mundo.

Acredito nessa missão de ir dormir todo dia melhor do que no dia anterior, construir a vida que quero e deixar uma contribuição positiva pro mundo. Posso ainda não saber como fazer mas acredito que descobrirei no caminho.

Estou bem no início da jornada e longe de ser um especialista no assunto. Compartilho o que aprendo e acho útil pra mim e o que aplico e dá resultado na minha vida e na vida das pessoas de sucesso que estudo.

Dizem que o conhecimento só é real quando compartilhado, então, bem vindo a jornada.